Lisboa - Dos restauradores ate a Praça do Comercio

Finalizando nossa série de 3 postagens sobre Lisboa, irei mostrar um pouco da chamada cidade baixa. A historia de Lisboa assim como os principais acessos da cidade e a culinária da região já foram contadas no post sobre a Alfama e o castelo de São Jorge, logo, neste post irei mostrar um circuito de visita que vai da Praça dos restauradores até a Praça do comercio. Para realizar o passeio conforme mostrado aqui basta pegar o Metro e descer na estação Restauradores e caminhar até a Praça do Comércio.

Praça dos restauradores - Situada no extremo sul da Avenida da Liberdade, a Praça dos restauradores foi construída para comemorar a  libertação de Portugal do domínio Espanhol em 1 de Dezembro de 1640. No dia 1 de Dezembro de 1910, nesta celebre Praça foi hasteada pela primeira vez a atual bandeira portuguesa que ganhou seu layout após a Implantação da República Portuguesa.
Lisboa - Portugal
Praça dos Restauradores - Marco importante do povo português.
No centro da praça temos um obelisco com 30 metros que foi construído em honra daqueles que morreram durante a guerra da Restauração. Na base do obelisco temos duas figuras de bronze representando o gênio da Vitória segurando na mão esquerda uma palma e na mão direita uma coroa de louros. Do outro lado do monumento temos a figura de um jovem rebentando os grilhões que o aprisionavam representando o gênio da liberdade e da independência. Alem das estatuas é possível ler algumas placas que resumem algumas batalhas contra os espanhóis...
Lisboa - Portugal
Obelisco na Praça dos restauradores - Gênio da Victória coroando os heróis da restauração.
Praça do Rossio - A Praça Pedro IV conhecida como Praça do Rossio é uma das Praças mais bonitas e antigas de Lisboa. Na época do império romano o local era o hipódromo da cidade, já na idade média o local ganhou destaque com a construção do belíssimo Hospital de Todos os Santos e do Convento de São Domingos que impressionava pela sua riqueza. Na período das trevas era neste local que a inquisição punia os "hereges". Infelizmente boa parte das construções dessa época foram destruídas nos terremotos que devastaram Lisboa restando somente a Capela mor do Convento de São Domingos.
Estatua de Pedro IV
Praça do Rossio - Ponto de encontro de turistas e lisboetas.
A praça que possui duas fontes monumentais e um obelisco de 27,5 metros com a controversa estatua de Pedro IV (D. Pedro I no Brasil) cuja base possui figuras representando a Justiça, a Temperança, a Prudência e a Moderação. A controvérsia fica por conta da lenda que a estatua de  Pedro IV - O Rei-Soldado na verdade é a estatua do imperador Maximiliano do México, fato negado pelo escultor ( mais curiosidades sobre a praça clique aqui). 
Em um dos extremos da praça está localizado o imponente Teatro Nacional D. Maria II  que foi inaugurado em 1846 no mesmo local que abrigava o Palácio dos Estaus conhecido como Tribunal da Inquisição. Para obter informações sobre a agenda do Teatro clique aqui.
Teatro Nacional D. Maria II
Vista do Teatro Nacional D. Maria II a partir da Praça do Rossio.
Estação do Rossio - A estação projetada pelo Arquiteto José Luis Monteiro em 1887 e inspirada na Estação de Saint-Lazare de Paris, a Estação do Rossio foi construída para ser a principal estação ferroviária de Portugal. Hoje alem da estação de metro, o local abriga as linhas de trens que levam os turistas a belíssima cidade de Sintra (Não percam Sintra por nada!!!!).
Lisboa Portugal
Fachada neo-manuelina da estação do Rossio.
O destaque da estação fica por conta da sua fachada neo-manuelina recheada de símbolos e elementos característicos de período artístico como cordas e esferas armilares. A entrada da estação é inspirada no Sebastianismo (lenda que dizia que D. Sebastião não havia morrido no Marrocos e voltaria para salvar Portugal dos estrangeiros) onde temos uma estatua de D. Sebastião no centro de duas portas em formato de Ferradura, as ferraduras do cavalo de D. Sebastião.....
Arquitetura neo-manuelino,
Detalhe da entrada principal da estação
Igreja de São Domingos - Localizado no lado oposto a estação do Rossio, a Igreja de São Domingos de Lisboa teve sua construção iniciada no ano de 1241 sob as ordens de D. Sancho II sendo ampliada por seus sucessores D. Afonso III e  D. Manuel I que construirão o convento anexo a igreja. Sendo maior igreja  lisboeta de sua época, foi neste local que D. João I, Mestre de Avis convocou as Cortes de Coimbra.
Lisboa - Portugal
Fachada da Igreja de São Domingos - Lisboa
Apesar da idade da igreja, o edifício tem uma fachada barroca em consequência dos terramotos de 1531 e de 1755, que destruíram o local com exceção da sacristia e a capela-mor.  Em 13 de agosto de 1959, o local voltou a sofrer um desastre só que desta vez com um violento incêndio destruiu por completo os altares em talha dourada e varias imagens e pinturas sacras expostas no interior das capelas. Após anos de reforma, a igreja reabriu ao público em 1994, sem restaurar completamente seu interior onde ainda hoje é possível ver os estragos causado pelo fogo.
Lisboa Portugal
Interior da Igreja de São Domingos.
Atualmente a igreja classificada como monumento nacional abriga o tumulo de túmulo de D. Afonso, filho de D. Afonso III alem da metade do lenço usado por Lúcia e o terço usado por Jacinta Marto no dia da aparição de N. S. de Fátima.
Lisboa - Portugal
Altar mor da Igreja de São Domingos.
Elevador de Santa Justa - Continuando o passeio por Lisboa podemos seguir pela famosa Rua Augusta até o elevador de Santa Justa ou elevador do Carmo. O elevador foi construído em ferro entre 1898 e 1902, e assim como seu primo soteropolitano (O elevador Lacerda) liga a parte baixa da cidade (Rua de Santa Justa) com a parte alta (Largo do Carmo), o preço para usar o elevador é de 1,50  € e do alto é possível contemplar uma dos mirantes bonitos de Lisboa.
Lisboa - Portugal
Rua Augusta e seus bares e comercio - Lisboa Portugal

Lisboa Portugal
Elevador de Santa Justa
Contrariando algumas lendas que ligam a construção do elevador de Santa Justa com Gustave Eiffel (responsável pela construção da Torre Eiffel), apesar da construção utilizar técnicas de materiais desenvolvidas na França de Eiffel, o elevador de Santa Justa foi projetado por Raoul Mesnier du Ponsard.
Vista do Bruno no largo do Carmo
As vista do alto do elevador é talvez é a mais bela de Lisboa, daqui é possível avistar a Praça do Rossio, O castelo de São Jorge e o Rio Tejo. 
Lisboa - Portugal
Vista do Castelo de São Jorge vista do alto do Elevador
Lisboa - Portugal
Vista para o Tejo e Praça do Comercio do alto do elevador
Convento do Carmo - As ruínas deste convento situado ao lado do elevador de Santa Justa (na parte alta) no bairro do Chiado é considerada por muitos o local mais bonito de Lisboa. Fundado pelo Condestável Nuno Alvares Pereira (Quer conhecer um pouco mais sobre o Condestável de Portugal, leia nosso post sobre o mosteiro da Batalha) em 1389. O convento foi o local que Nuno Alvares Pereira escolheu para sua reclusão e tumulo. O Santo Condestável doou todos os bens para o convento. 
Lisboa - Portugal
Vista das ruínas do Convento do Carmo da cidade baixa.
Em 1755 o terremoto que destruiu a cidade de Lisboa vitimou também o convento que não foi reconstruído, hoje restaram apenas os arcos da nave central da igreja do convento. A visitação ao local custa € e permite acesso ao museu arqueológico do carmo que expõe peças pré-históricas portuguesas, livros raros, múmias (egípcias e peruanas) e o tumulo do Rei D. Fernando I.
Lisboa - Portugal
Interior das ruínas do Convento do Carmo [imagem wikipedia].
A Praça localizada na Frente do Convento foi palco da famosa revolução dos cravos que depôs o regime ditador que governava Portugal. O nome revolução dos cravos teve como origem quando os soldados que deveriam conter a revolução tiraram a munição de suas armas e colocaram cravos no cano de suas armas. 
Praça do comercio -  Uma das maiores praças da Europa, a Praça do comercio ou terreiro do Paço era uma praia com um cais até aproximadamente o ano de 1400. No reinado de D. Manuel I a construção do paço real foi inciada até que em 1511 o monarca transferiu sua residencia que ficava no Castelo de São Jorge e a Casa da Índia (local responsável por administrar territórios alem mar) para os arredores da Praça.
Em 1755 o terremoto que foi citado em todo o post arrasou o local destruindo os edifícios que aqui estavam assim como a biblioteca real que possuía mais de 70.000 títulos.
Lisboa - Portugal
Praça do comercio em Lisboa.
Projeto de Eugênio dos Santos e Carlos Mardel a atual praça é "abraçada" por charmosos edifícios que foram usadas como complexo Ministerial do governo Salazar. No edifício do lado esquerdo da foto é possível encontrar o escritório de turismo da cidade de Lisboa onde é possível pegar mapas da cidade e obter informações uteis para seu passeio. Aqui também é possível comprar e pegar os ônibus turísticos que fazem um tour pelos principais pontos da cidade por 22 € (há varias opções de passeios mais informações clique aqui). Quando estiver na praça, não esqueça de visitar o café Martinho da Arcada, o café mais antigo da cidade e um dos locais preferidos de Fernando Pessoa.
Estatua de José I no centro da Praça do Comercio.
Neste projeto arquitetônico podemos destacar a estatua de D. José I - O reformador, que foi a primeira estatua de uma pessoa viva exposta em Portugal ( Até então só temas religiosos ganhavam estatuas). Na parte inferior da estatua temos figuras que representam as conquistas portuguesas na Europa e Índia. Na entrada da Rua Augusta temos o Arco do Triunfal Lisboeta, no alto do arco temos a escultura de Calmels onde uma figura feminina representando a Glória, coroando duas outras figuras representando o Génio e o Valor. Na parte inferior do Arco temos os heróis portugueses Nuno Álvares Pereira, Viriato, Vasco da Gama alem do Marquês de Pombal. O texto inscrito no topo do arco "VIRTVTIBVS MAIORVM VT SIT OMNIBVS DOCVMENTO.PPD" remete aos grandes descobrimentos portugueses e à descoberta de novos povos e culturas, traduzindo o texto temos a seguinte frase  “Às Virtudes dos Maiores, para que sirva a todos de ensinamento. Dedicado a expensas públicas”......

Usuários de Yahoo e netvibe, assine nosso FEED na barra lateral e fique sabendo de todas nossas atualizações. Semanalmente temos novidades!!!!!


Curtiu nossa postagem ou as fotos? Curta nossa pagina no facebook abaixo:

Postagens mais visitadas

Curta nossa pagina no Facebook