Uma noite no Deserto - Marrocos

Durante minha estadia no Marrocos fui ate uma cidade chamada Zagora que serve como ponto de partida para um acampamento no deserto do Saara. Com 9.065.000 km² e limites que se estendem das montanhas do Atlas no Marrocos ao mar mediterrâneo e ao mar vermelho, o deserto do Saara é o maior deserto do mundo e estima-se que tem mais de 2,5 milhões de anos.
O Deserto do Saara foi e ainda é o "lar" de muitos Berberes (povos nômades) que são os responsáveis por essa experiência única (acampamento) para turista do mundo inteiro. Alem da interação com os homens do deserto e pessoas do mundo inteiro, esse passeio é fantástico por nos fazer apreciar coisas simples como por do sol, o céu e as estrelas que no deserto são lindas.  A riqueza que a água proporciona com seus Oasis e o nascer do sol que são de uma beleza indescritível.
Marrocos
No acampamento com Hassan.
A palavra Berbere tem origem da palavra 'ber' que significa 'homem' e da palavra Bere - Bárbaros que significa estrangeiro em latim. Ao longo da historia, os berberes foram influenciados por Fenícios, Romanos e Bizantinos e por muito tempo foram os responsáveis pela caravanas que atravessavam o Saara com especiarias partindo de Marrakech ate o Egito e o Sudão ou vice e versa. Também chamados de Imazighen (homens livres) hoje os berberes são formados principalmente por pastores semi-nômades, agricultores e comerciante. Mais informações sobre os homens do deserto clique aqui.

Como chegar:

Ônibus -  Uma opção para chegar a Zagora é pegar um ônibus da empresa CTM (se quiser acessar o site da empresa clique aqui) com preços a partir de 140 Dirhams (14 €) o trajeto pode ser feito de noite e o que ajuda o viajante a economizar na estadia.

Carro - Saindo de Marrakech o viajante deve seguir pela rodovia N9 sentido Agdz. Após passar Agdz irá aparecer as placas Zagora, como caminho é todo por rodovias asfaltadas e  a viagem tem aproximadamente 370 km.

Excursão - Normalmente as pessoas que fazem esse passeio saem de Marrakech (Inclusive eu) onde é possível contratar as excursões de 1 ou 2 noites no Saara. A excursão de 1 noite (relatada aqui) custa aproximadamente 650 Dirhams. Mas não esqueça, tudo no Marrocos pode ser negociado.

Para viajantes saindo de Marrakech, será obrigatória a passagem pela cordilheira do Atlas e as montanhas do Anti-Atlas. Não esqueça o Dramim caso você tenha problemas em estradas com muitas curvas. A foto abaixo é autoexplicativa. Quem quiser conhecer mais sobre a cordilheira do Atlas clique aqui.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Estrada de travessia do Tichka  na cordilheira do Atlas.
Na montanha Tichka do Atlas o caminho parece um cenário de filme e na Anti-Atlas as rochas parecem que foram esculpidas pelo homem. O formato das rochas parecem esconder algo.
Marrocos
Travessia do Anti-Atlas.
No trajeto entre Marrakech e Zagora também é conhecido como a rota dos Kasbah onde é possível visitar algumas cidades históricas como o ksar Ait Ben Haddou (verificar nossa postagem sobre essa cidade clicando aqui), Ouarzazate e Tamnougalt.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Ksar que acredito ser Tamnougalt no Vale do Draa.
Kasbah - são fortificações típicas do norte da África fabricados de abobe (massa que mistura de argila, estrume e palha) secos ao sol.  Este tipo de construção funciona como isolante térmico o que mantém o clima sempre agradável em seu interior independente da temperatura exterior.
Localizadas próximas de rios, córregos ou Oasis, o Kasbah era usado como residência de famílias importantes, deposito de mantimentos e abrigo para as caravanas que cruzavam o deserto do Saara com mercadorias.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Kabash que acredito ser em Armad
Ksar - Com o crescimento da população local muitos Kasbahs se transformavam em Ksar (plural de Kasbah), ou seja, uma vila fortificada que possuíam casas e vários Kasbah. Essas estruturas também serviam para proteger a população contra eventuais tempestades de areia e ataques de ladrões que realizavam cometiam saques contra esses povos principalmente na época de colheitas.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Algum outro Ksar no caminho de Zagora.
Antes de chegar ate Zagora, tivemos nossa primeira grande experiencia. Após passar pela cordilheira do Anti-Atlas chegamos ao conhecido vale do Draa. Considerada uma das paisagens mais bonitas o Marrocos, aqui notamos a riqueza que a água proporciona. Após centenas de quilômetros em paisagens desérticas com muito sol, calor, areia e rio secos como o de Ait Ben Haddou, a vista das palmeiras e arvores no Oasis ao longo do Draa é uma dádiva.

Chegamos a cidade de Zagora por volta das 19h30, nossos guias locais já nos esperavam com seus camelos (dromedários). A primeira impressão ao andar de camelo foi estranha, quem ja andou de cavalo sabe como é montar um animal, agora imagine um animal que pode chegar ate 2,80 metros. Quando estamos lá em cima, parece que estamos a uns 10 metros....
Zagora - Marrakech - Marrocos
Camelos a nossa espera em Zagora.

Saara
Meu meio de transporte.
Após todas as vans chegarem ao local, à caravana começou a andar no deserto a dentro. No início do trajeto ainda era possível ver alguma vegetação, fato que mudou com o tempo. Apesar de ser uma uma experiencia interessante, nosso passeio de camelo durou 1h30 ou mais, fato que me fez lembrar o passeio durante os 10 dias seguintes principalmente na hora de sentar.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Caravana seguindo deserto a dentro rumo ao acampamento.
No momento que montamos os camelos em Zagora, não tínhamos ideia de como seria nosso passeio e quais experiencias viveríamos. A primeira grande lembrança que irá ficar guardada aconteceu quando após algum tempo de cavalgada a caravana parou e todos olharam para Oeste. O momento foi indescritível, o céu estava lindo e o sol começou a sumir no horizonte.....
Zagora - Marrakech - Marrocos
Pausa para contemplar o por do sol no deserto do Saara.
Após o por do sol, ainda continuamos por um bom tempo a cavalgar ate nosso acampamento. O céu ficou negro e a lua crescente iluminava nosso caminho gerando uma pequena sombra que não foi possível registrar com as lentes da câmera. Quando as vistas começaram a se acostumar com o escuro à caravana chegou ao acampamento.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Chá de menta - tradição Berbere de boas vindas
Após escolher uma barraca e usar os banheiros (sim tinha um banheiro improvisado e com água) fomos convidados pelos berberes a tomar um chá de menta. Servir chá de menta é uma tradição berbere que mostra que você é bem vindo. Após todos tomarem o chá, uma tenda com mesas e sofás foi aberta e fomos convidados a nos sentar para jantar. Como é comum por aqui, comemos frango assado com legumes e aproveitamos o momento para conhecer uma parte do pessoal que iria acampar com a gente. Cada um de sua nacionalidade (Alemães, canadenses, indianos, espanhóis, etc) e com sua historia a troca de informações sobre viagens, cultura e experiências de vida foi enriquecedora.
Marrocos
Hora do Jantar no deserto.
Após o jantar, uma fogueira no centro do acampamento foi acessa e todos sentaram ao redor do fogo. Alguns Berberes começaram a tocar e cantar músicas típicas enquanto outros conversavam com os turistas. Isso é outro ponto a destacar, os berberes conseguem se comunicar com qualquer pessoas, as vezes eles falam inglês, outras vezes espanhol ou francês, ou fazem uma mistura de tudo, independente de como, todo mundo se comunicou.
Marrocos
Confraternização do redor da fogueira.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Berberes e Touareg tocando e cantando musicas tipicas.
Perdemos completamente a noção do tempo, não tenho ideia de que horas fui dormir. Após cessarem a musica, conversei um pouco com o Hassan (um dos berberes) e com nossos companheiros de acampamento. Pouquíssimas pessoas dormiram dentro das barracas, quase todos colocaram os colchões para fora e preferiram contemplar as estrelas. Acho que fiquei mais de uma hora olhando para as estrelas e para a lua sem falar nem pensar em nada.
Zagora - Marrakech - Marrocos
Vista do acampamento pela manha - Deserto do Saara
Quando o dia começou a clarear, as pessoas foram acordando (uma grande parte) e várias delas foram se dirigindo para uma duna próxima ao acampamento para esperar o sol nascer. Todos posicionados em seus lugares, ficamos aguardando o momento.......
Zagora - Marrakech - Marrocos
Galera na duna aguardando o nascer do sol.
Marrocos
Eu aguardando o nascer do sol.
O momento em que o sol nasceu foi magico, todos olhando para a mesma direção, ninguém falava uma só palavra. Não da para descrever o sentimento do momento em que o sol apareceu e foi ganhando o céu. Com certeza é uma das coisas mais bonitas que já vi.....
Zagora - Marrakech - Marrocos
Ponto máximo do passeio - Nascer do sol.
Após contemplar o nascer do sol, voltamos para o acampamento para tomar café da manha. Nos serviram um pão que parecia ciabata com manteiga ou geleia e café com leite a vontade. Durante o café, aproveitamos os últimos momentos com nosso grupo para depois pegar os camelos de volta para nossa van.....
Marrocos
Café da manha no acampamento.
Caravana no Saara.

Outras dicas:


- Pergunte para seu guia onde será a ultima parada antes de chegar aos camelos, depois disso você até poderá comprar água ou refrigerante no deserto, mas irá pagar uns 30 Dirhans (3 €).

- Tanto para ir quanto para voltar, a Van para em um restaurante para almoçar. Não haverá outra opção. Ou você leva comida para economizar ou pode contar que irá gastar uns 80 Dirhans por pessoa para almoçar. 

- Se for comprar algo na estrada (minerais, facas, cerâmicas, etc) pode oferecer de 10% a 40%  do valor pedido pelo comerciante, esse será mais próximo do preço justo. Não fique com vergonha de oferecer. Cuidado aqui é comum comprar gato por lebre.

De resto é só curtir a viagem.... 

Usuários de Yahoo e netvibe, assine nosso FEED na barra lateral e fique sabendo de todas nossas atualizações. Semanalmente temos novidades!!!!!


Curtiu nossa postagem ou as fotos? Curta nossa pagina no facebook abaixo:

Postagens mais visitadas

Curta nossa pagina no Facebook